domingo, 27 de maio de 2012

Grêmio Prudente vai para cima, mas é derrotado por 1 a 0


Votuporanguense, time da casa, goleou nos primeiros 20 minutos do primeiro tempo



O Grêmio Prudente somou neste domingo (27) a sua segunda derrota, desta vez, contra o Votuporanguense por 1 a 0. O jogo foi no Estádio Pedro Marin, em Votuporanga. Cerca de 2.500 pessoas estiveram presentes para acompanhar a disputa, um jogo truncado que rendeu a vitória do time da casa.
A equipe do Grêmio Prudente, que repetiu o esquema 3-5-2, começou confiante e, nos dez primeiros minutos do primeiro tempo, dominava a bola. A primeira movimentação foi nos segundos iniciais de jogo, com o atacante Romarinho. O jogador foi driblando até o gol, mas sem um jogador para passar a bola, a zaga do Votuporanguense o impediu de seguir em frente.


Aos 20 minutos, o time da casa, com o esquema 4-4-2, saiu na frente. O destaque do time, Romário, recebeu a bola do capitão William Baiano e, com a falha da zaga do Grêmio, ficou livre para marcar. Votuporanguense 1, Grêmio Prudente 0.


Na metade do primeiro tempo, o jogo precisou ser parado por um desentendimento de um gandula com o técnico do Grêmio, Jorge Saram. O gandula, que vibrava com os lances do time da casa, ofendeu Saram e precisou ser expulso do campo.


Na saída do primeiro tempo, o jogador Beno, da equipe prudentina, confessou a falha no jogo: “Não estamos conseguindo manter a posse de bola”.


No segundo tempo, o Grêmio começou com substituições. Saiu o jogador Beno e entrou Marcelinho para reforçar o ataque. Já o goleiro Wellington, que no primeiro tempo trombou na saída de bola, sentiu dores e precisou ser substituído por Diego.


Grêmio voltou no segundo tempo com mais força no ataque e mais passes dentro da área. Nos primeiros dez minutos foram dois chutes a gol, um deles foi de Pirulito, em cobrança de falta que assustou o goleiro. Na jogada, Romário, do time adversário, quase fez gol contra na tentativa de defender.


O jogo foi truncado e o Grêmio dominou a bola, mas não conseguiu chegar ao gol. O time prudentino teve uma grande oportunidade em bola parada aos 33 minutos do segundo tempo. Lucas Pirulito fez uma cobrança de falta, que sobrou para Caíque. O jogador finalizou em cima do goleiro, que fez uma grande defesa.


Nos acréscimos do jogo, o zagueiro Alex, do Votuporanguense, foi expulso após ir para cima de Anderson, do time prudentino, que estava em direção ao gol. O jogo terminou aos 49 minutos, com quatro de acréscimo.


Caíque, que levou o terceiro cartão amarelo no campeonato e não jogará a próxima partida, concordou com o baixo desempenho do time em campo. “Infelizmente estou suspenso, mas vou torcer pelos meus companheiros no próximo jogo. Esse jogo foi meio apagado, temos que aceitar que não tivemos uma boa partida”.


Sobre o jogador Caíque, o técnico Jorge Saram reforçou que conseguirá preparar a equipe e repor o atleta. “Temos reposição e vamos nos preparar para alcançar a vitória no próximo jogo”.


Além disso, o técnico falou sobre o comportamento falho da arbitragem “Eles foram minando a nossa equipe, precisavam dar apitos corretos e não deram. Um jogador do Votuporanguense levou dois minutos para amarrar a chuteira. O juiz precisa fazer uma reciclagem”, revolta-se Saram.


Já o técnico do time da casa, China, diz que o jogo foi justo. “Foi um bom jogo, mas levamos a melhor. Reconheço que o Grêmio Prudente é uma boa equipe, mas eles precisam de um jogador de referência”, sugere o técnico.

Fonte: ifronteira.com

Feed Grêmio Prudente