quarta-feira, 9 de maio de 2012

“Com 11, teríamos ganho”, acredita Jorge Saran


Os três pontos esperados na estreia não vieram, mas nem, por isso, o técnico Jorge Saran viu com maus olhos o empate de 0 a 0 do Grêmio Prudente com o Tupã pela estreia na Segunda Divisão do Campeonato Paulista. Para o treinador, o resultado foi bom pelo fato da equipe prudentina ter jogado com um jogador a menos por 30 minutos. O comandante gostou do desempenho com “garra e superação” de sua equipe, mas acredita que, caso o lateral esquerdo Lucas Pereira não fosse expulso, o resultado seria diferente.


“Com 11, teríamos ganho. Jogamos com uma equipe forte, mas criamos mais, jogamos ofensivamente mesmo com um a menos”, analisou Saran. “Acredito até que merecíamos ter ganho. Mas com um a menos é complicado e o resultado foi bom para a gente, não podemos negar”, concluiu aquele que elogiou a arbitragem da partida. “Não tenho do reclamar. Foram justos na expulsão e nas demais jogadas”, avaliou.


Sobre o baixo rendimento do ataque, o treinador apontou dois motivos. “Achei que o pessoal estava muito ansioso, queria matar logo a jogada. Precisamos mais de calma, mas era até esperado por ser um jogo de estreia”, comentou. “Mas também não podemos esquecer que o time deles jogou fechado, com muitos homens no campo de defesa. Eles marcaram muito forte o [meia] Marcelinho, nosso homem de ligação com os atacantes”, observou.

Fonte: Felipe Peretti- JORNAL O IMPARCIAL 

Feed Grêmio Prudente